FANDOM


Golden path

O Caminho Dourado é uma facção que aparece em Far Cry 4. São um grupo rebelde fundado por Mohan Ghale, que se rebelaram contra o império de Pagan Min e o domínio do Exército Real em Kyrat. Sua base fica em Banapur, uma região no sudoeste de Kyrat.

Visão geralEditar

O Caminho Dourado estará presente desde o início do jogo. Geralmente, carregam armas mais fracas, como a AK-47 e uma kukri para combate. Eles possuem veículos por toda a parte, sempre que tomam um Posto Avançado, uma caminhonete chegará com membros do grupo nela. Enquanto no sul, as caminhonetes do Caminho Dourado são mais simples e menos resistentes, semelhantes as do Exército Real, enquanto no norte com o grupo já mais fortalecido, são caminhonetes mais fortes e resistentes, como as da Guarda Real. Às vezes, os membros do Caminho Dourado usam armas montadas nos veículos, e raramente são vistos em quadriciclos. Quando uma área é deixada segura por Ajay, a presença do Caminho Dourado aumenta naquela região, e a do Exército diminui. Durante Eventos de Karma, membros do Caminho Dourado podem precisar de ajuda em alguma situação, como em um tiroteio com o Exército/Guarda Real, ou com um simples conserto de carro.

As missões do Caminho Dourado são missões principais onde o jogador deve escolher entre apoiar Amita ou Sabal. Ao escolher, este líder irá sempre contactar Ajay após uma missão secundária, além de dar ordens diferentes dependendo da missão. Ele também ganhará maior moral no grupo, e mais membros podem começar a apoiá-los. Com as Armas de Aluguel, Ajay pode chamar um parceiro offline para ajudá-lo. Este membro do Caminho Dourado poderá ser homem ou mulher, mas seu sexo será mais comum dependendo do atual líder que Ajay está apoiando. Se for Sabal por exemplo, é mais comum um membro masculino ir ajudar Ajay, e Amita será mais comum um membro feminino, apesar de não terem restrições quanto a isso.

Matar membros do Caminho Dourado causa perda de Karma, e os outros membros próximos vão atacar Ajay.

HistóriaEditar

Depois de Pagan Min assumir o poder no final da guerra civil do Kyrat, traindo os Monarquistas e se juntando aos Nacionalistas, os Monarquistas restantes que conseguiram escapar e formaram este grupo. Eles agora lutam contra o Exército e Guarda Real (que se formaram com os Nacionalistas restantes da guerra civil), na esperança de liberar o seu país.

Mohan Ghale segui como líder do movimento durante um tempo. Ele aos poucos foi aumentando o grupo com cidadãos oprimidos que se juntavam a causa. Em algum momento, ele enviou sua esposa (que insistia em ajudar a causa, apesar de Mohan não querê-la na guerra) para espionar Pagan Min em seu palácio. Ela entrou lá como uma funcionária nova de Pagan e aos poucos foi ganhando sua confiança, porém um caso entre os dois floresceu, e Ishwari ficou grávida do ditador, e se viu dividida entre Mohan e Pagan. O líder do Caminho Dourado descobriu que a filha de Pagan, Lakshmana Min, era de sua esposa, e enlouqueceu. Mohan matou a menina com apenas 1 ano de idade.

Após descobrir que Mohan matou Lakshamana, Ishwari se despede de Pagan e tenta fugir de Kyrat com seu outro filho mais velho, Ajay Ghale. Ishwari no entanto, não consegue sair da Residência Ghale sem antes confrontar seu antigo marido, Mohan, que tenta matá-la por sua traição. Em auto-defesa, Ishwari mata Mohan e foge para os Estados Unidos da América com Ajay no colo.

Após a morte de Mohan, o Caminho Dourado ficou sem um líder fixo durante um tempo, e Pagan acabou culpando a saída de Ishwari em todos os membros do grupo, e foi eliminando-os aos poucos. O grupo acabou diminuindo e se refugiando ao sudoeste de Kyrat, em Banapur. Enquanto isso, dois possíveis líderes surgiram, Amita com uma visão liberal para Kyrat, e Sabal, um antigo admirador de Mohan com uma visão mais conservadora sobre o futuro de Kyrat. Eles sempre andavam em conflito por causa de seus ideais e isso fez o grupo virar uma bagunça, muitos de seus membros mal tinham treinamento com armas de fogo.

O Caminho Dourado se encontrava em uma situação precária, com poucos membros, território, armas e contatos. Alguns ajudantes chegaram a aparecer, como o padre Longinus que começou a fornecê-los armas, e Hurk, que veio em busca de estátuas de macaco para Kyrat e se aliou aos rebeldes (mesmo sem saber nem mesmo o nome do grupo).

Far Cry 4Editar

Após ouvir que o filho de Mohan, Ajay Ghale, estava voltando para Kyrat, Sabal manda Darpan ajudá-lo a chegar até Banapur, e o acompanha desde o aeroporto da Índia que Ajay pousou, até a fronteira de Kyrat. Eventualmente, o ônibus é parado e atacado pelo exército. Neste momento, Pagan Min em pessoa chegou ao lugar e reconheceu Ajay, o levando para o Complexo de De Pleur.

Chegando lá, Darpan foi capaz de mandar uma mensagem de ajuda para Sabal, mas foi preso, torturado e morto por De Pleur mais tarde. Sabal conseguiu tirar Ajay com vida, que em troca começou aos poucos a ajudar o Caminho Dourado a se reerguer, mas ainda com o propósito de chegar a "Lakshamana" (o qual acreditava ser um lugar, e não sua falecida irmã caçula). Ao se ver no meio do grupo que seu pai construiu, Amita e Sabal o convenceram a ficar em Kyrat e ajudá-los com a causa.

Ajay acabou ajudando o Caminho Dourado a se recuperar imensamente, trazendo mais aliados para a causa e destruindo o controle de De Pleur, Noore e Yuma em Kyrat. Após decidir quem deveria ser o líder do grupo (Amita ou Sabal), Ajay liderou o grupo em uma investida contra Pagan, derrotando o ditador em seguida. Após isso, o Caminho Dourado ganhou o controle de Kyrat novamente.

AparênciaEditar

Os membros modernos do Caminho Dourado vestem um uniforme azul-claro marcado com um logotipo dourado do grupo nas costas, usando também botas de combate e uma bandana ou braçadeira amarela. O uniforme é o mesmo para homens ou mulheres. Franco-atiradores usarão um chapéu amarelo, enquanto os defensores usam um colete.

No modo multijogador Batalhas de Kyrat, eles usam um uniforme ligeiramente diferente, com um colete cinza e camisa branca. Não existe uma versão feminina desta roupa, já que as mulheres não são jogáveis neste modo de jogo (provavelmente devido ao fato de que as batalhas contra os Rakshasa aconteceram antes de Amita entrar no Caminho Dourado).

MembrosEditar

CuriosidadesEditar

  • O nome "Caminho Dourado" pode ter sido inspirado pelo grupo rebelde montanhoso peruano conhecido como o Shining Path.[1]
  • No Editor de Mapas, eles não parecem morrer para inimigos, independente do dano que levam.
  • Todos os franco-atiradores são homens, enquanto todos os lança-foguetes são mulheres.
  • Amita e Sabal irão sempre responder Ajay no rádio, dependendo de quem ele escolher por último. Por exemplo, se o jogador escolher Sabal em uma missão do Caminho Dourado, ele irá respondê-lo após cumprir alguma tarefa secundária, agradecendo-o ou parabenizando-o, o mesmo vale para Amita.

GaleriaEditar

  • Assaltante.
  • Mulher assaltante.
  • Defensor.
  • Defensora.
  • Lança-foguetes.
  • Franco-atirador.

ReferênciasEditar

  1. Shining Path. Wikipedia